Cartão Redesul - O melhor plano para consultas, exames e odontologia.

5 erros na prevenção do Coronavírus que você deve evitar

5 erros na prevenção do Coronavírus que você deve evitar

Assine e Economize
O coronavírus afetou a vida de todas as pessoas ao redor do mundo. Apesar de estarmos habituados a nova rotina com a presença da doença, ainda tem muita gente cometendo erros na prevenção do coronavírus. 

Na sua grande maioria os hábitos preventivos são simples e fáceis. Porém, eles não são levados a sério como deveriam. Em parte, por falta de conhecimento técnico das pessoas. Mas também por falta de empatia e preocupação com a vida daqueles que mais correm risco. 

Para garantir que você não cometa os erros na prevenção do coronavírus por falta de informação, separamos uma lista com os 5 principais descuidos que temos no dia a dia. Dessa forma, você poderá dobrar a atenção a esses pontos e manter a sua segurança e dos que convivem com você diariamente. 

 

Os principais erros na prevenção do Coronavírus


erros na prevenção do coronavírus

O coronavírus afetou não somente a área da saúde no Brasil, mas também causou um grande impacto socioeconômico, que ainda nem é possível medir. Esse cenário gerou medo e insegurança, fazendo com que nem todas as medidas de prevenção fossem cumpridas a rigor. 

No entanto, prestar atenção e seguir as recomendações corretas é determinante para escaparmos da epidemia mais rapidamente e principalmente, evitar que casos graves e mortes continuem se multiplicando.

Para isso, acompanhe a seguir quais são os erros na prevenção do coronavírus mais comuns e como você pode evitá-los.

 


  1. Não respeitar o isolamento social




Evitar ou reduzir o contato social é uma das medidas mais eficientes para minimizar a circulação do vírus, reduzir a incidência de episódios graves e, assim, não deixar o sistema de saúde entrar em colapso.

Apesar disso, muitas pessoas tem dificuldade de cumprir a recomendação do isolamento social. Sendo este um dos principais erros na prevenção do coronavírus. Como muitas cidades já começaram a flexibilizar as normas de isolamento, as pessoas tem confundido essa flexibilização com a liberação total.

As saídas para ir ao trabalho e hábitos essenciais como ir ao mercado ou farmácia podem ocorrer, desde que em menor frequência e seguidas de todas as recomendações de higiene. Mas a orientação de evitar a circulação ao máximo ainda permanece. Ou seja, só devemos sair em casos de extrema necessidade.

Quem não está nem aí para essa orientação não só corre maior risco de ser infectado como de transmitir o vírus para familiares e vizinhos. Lembremos que alguns casos  não têm sintomas ou apresentam apenas manifestações mais brandas. Mesmo assim, o patógeno ainda pode ser transmitido por essas pessoas.

 


  1. Não levar a sério as medidas de higiene sugeridas




As medidas de higiene são a principal arma no combate a doença. Por isso, quando não seguimos a risca, estamos cometendo mais um dos erros na prevenção do coronavírus. 

Apesar de serem hábitos simples, muitas pessoas acabam esquecendo de fazê-los por não darem a devida importância. Para garantir que você cumpra todas elas, listamos cada uma a seguir:

  1. Sempre lavar bem as mãos com água e sabão ou higienizar com álcool 70%. 

  2. Higienizar as superfícies e objetos, pois o vírus pode manter-se vivo por até 3 dias em superfícies como plástico e aço inox. 

  3. Ter uma ‘zona suja’ em casa, tudo o que vier da rua, deve ficar por ali, para que eles sejam higienizados posteriormente. 

  4. Não compartilhar objetos como copos e talheres, mesmo que todos na sua casa estejam isolados, pode ser que alguém contraia o vírus e se houver o compartilhamento, pode facilitar a transmissão.

  5. Manter os ambientes bem ventilados

  6. Evite levar as mãos ao rosto, principalmente as mucosas dos olhos, nariz e boca, pois são portas de entrada para o vírus. 

  7. Usar máscara e manter distância de 2 metros das pessoas quando estiver em espaços públicos.


 

erros na prevenção do coronavírus

 


  1. Automedicação 




Muito já se falou sobre o uso da cloroquina e hidroxicloroquina no tratamento do coronavírus. Além disso, existem outras drogas sendo vendidas que supostamente conteriam a infecção pelo novo coronavírus. 

Porém, a automedicação é um erro grave em qualquer situação. Se você apresentar qualquer sintoma que indique gravidade em um possível caso de coronavírus, a única ação que deve ser tomada é buscar ajuda médica. 

A Sociedade Brasileira de Infectologia ressalta que, até o momento, não há medicação comprovadamente segura e eficaz contra a Covid-19. O uso de qualquer medicamento se restringe a ambiente hospitalar e em caráter experimental.

 


  1. Confiar em informações não-oficiais




As notícias falsas sobre o coronavírus estão circulando a todo vapor nas redes sociais e em compartilhamentos de WhatsApp. Não acredite em nada que não vier de fontes oficiais como a OMS (Organização Mundial da Saúde), Ministério da Saúde ou médicos identificados. 

Existem pessoas se passando por médicos em áudios e trazendo informações equivocadas à população. Lembre-se que todo o médico, ao passar uma informação, deve disponibilizar seu nome completo e CRM. Não acredite em tudo que lê e ouve. Cheque as fontes e sua credibilidade para não cometer mais um dos erros na prevenção do coronavírus.

 


  1. Ir ao hospital diante de qualquer sintoma 




A maioria dos casos da doença não tem manifestações severas nem ameaça a vida. Por isso, ir ao hospital por qualquer sintoma é um dos erros na prevenção do coronavírus.

Então, se você apresentar apenas coriza ou dor de garganta, fique em casa! Agora, se você apresentar febre, falta de ar, fadiga excessiva ou o agravamento de sintomas como tosses e dores no corpo, procure um médico imediatamente e vá de máscara. 

Se tiver dúvidas, você também pode esclarecer no 136 – contato do Ministério da Saúde.

 

Agora que você já conhece quais são os mais comuns erros na prevenção do coronavírus fica muito mais fácil evitar eles no seu dia a dia, não é mesmo?

Em tempos de pandemia como o que estamos vivendo é essencial cuidar da nossa saúde e dos nossos familiares. Para isso, contar com um cartão de benefícios como o da Redesul, faz toda diferença. 

Clique aqui para conhecer nossos planos e encontrar aquele que melhor se encaixa às suas necessidades. E se ainda ficou com dúvidas, entre em contato com nossa equipe.

MAIS POSTAGENS

VER TODOS OS POSTS
OK