Implante dentário: Especialista esclarece as dúvidas mais frequentes

Implante dentário: Especialista esclarece as dúvidas mais frequentes

Assine e Economize
A principal indicação do implante dentário é repor a raiz perdida do dente, sobre o qual será confeccionada a prótese. Há diferentes tipos de próteses que podem ser planejadas e executadas sobre o implante, desde um único dente até a reabilitação total das arcadas (todos os dentes).

 Entre as inúmeras vantagens do implante dentário, podemos citar:

- excelência estética dos resultados;

- previsibilidade do tratamento a longo prazo;

- manutenção da integridade dos dentes vizinhos à região (não são necessários desgastes dentários para suportar as próteses).

Para você entender melhor como é feito um implante, quais benefícios ele traz e outras dúvidas comuns sobre esse procedimento, convidamos o Dr. Guilherme Pletsch da Clínica Odontologia Especializada em São José/SC.



O que são os implantes dentários?

R: São peças de um material especial (titânio) que, quando instalados em áreas desdentadas, apresentam capacidade de exercer as funções mastigatória e funcional de maneira muito similar aos dentes naturais que foram perdidos.

Quero fazer um implante dentário mas tenho medo da dor

R: A instalação de um implante é um procedimento rápido e indolor. Em geral, há apenas um desconforto leve após o procedimento, que passa totalmente em pouco tempo.

Qual a chance de um implante dentário dar certo?

R: Estudos clínicos de longa duração demonstraram que os implantes apresentam taxa média de sucesso acima de 98%.

Há diferenças entre os implantes?

R: Sim, há diferentes formatos e tipos de implantes, cada qual com suas próprias características e indicações. Para cada caso específico de reabilitação é fundamental a escolha correta do tipo, tamanho e design de implante mais apropriado.

Por que o uso do titânio nos implantes?

R: O titânio é um material utilizado na ortopedia há décadas. Ele não sofre corrosão quando inserido no corpo humano e também não apresenta fenômenos de rejeição imunológica. Estas características positivas por si não garantiriam o sucesso do procedimento. O sucesso depende, em suma, de um bom planejamento de cada caso, a boa execução da técnica cirúrgica, um correto período de cicatrização e principalmente uma prótese dentária adequada.

 Quais os riscos da instalação de implantes?

R: São mínimos. O procedimento é normalmente realizado com anestesia local e considera-se menos traumático do que outros procedimentos cirúrgicos, como a remoção de dentes inclusos. O pós-operatório é muito bom e a maioria dos pacientes não relatam qualquer incômodo. Existe, porém, um certo risco inerente a qualquer intervenção cirúrgica, como infecção pós-operatória, edema demasiado e alguns outros, mas em índices muito baixos e que não contra-indicam a técnica.

Existe garantia de sucesso?


R: A alta taxa de sucesso é uma ótima garantia. O risco de insucesso é muito baixo e mesmo nestes casos, o procedimento poderá ser refeito se necessário.

Quanto tempo dura um implante dentário? Qual sua vida útil?


R: Pode-se afirmar que em mais de 90% dos casos durarão por grande parte da vida do paciente.

Devo voltar ao dentista depois de colocar os dentes?

R: Sim, é necessário o controle clínico a cada 6 meses e o controle radiográfico quando houver necessidade. É imprescindível este cuidado do paciente em comparecer às consultas de controle.

Por que pedir tomografia computadorizada para a realização dos implantes?


R: A tomografia permite uma visualização detalhada da região que irá receber os implantes. Permite mensurar com exatidão a área que receberá os implantes. Um estudo adequado da tomografia evita surpresas no momento da cirurgia.

Quanto tempo dura uma cirurgia?


R: Normalmente  a cirurgia para instalação de um implante dentário não passa de uma hora. Em casos excepcionais, este tempo pode ser maior.

Devo extrair um dente natural para colocar implante?


R: Como regra, devemos preservar o dente natural . Porém, em situações onde os dentes naturais estão muito comprometidos, pode-se sugerir esta troca por implantes. Um planejamento minucioso, levantando-se em conta todas as alternativas possíveis, deve ser realizado.



Se o implante dentário vir a falhar, qual o melhor procedimento?


R: Embora a taxa de insucesso com implantes seja muito pequena, isto pode ocorrer. Se isto ocorrer, a melhor alternativa é instalar outro implante, principalmente se houver osso suficiente. Em situações de maior risco de perda de implante o paciente será avisado previamente.

Por que há a necessidade de enxerto ósseo prévio ao implante?

R: Em alguns casos, a quantidade de tecido ósseo remanescente é insuficiente para suportar, de forma adequada e previsível, o implante dentário.




Agora que você já sabe um pouco mais sobre essas questões, percebeu que não precisa ter receio de realizar esse procedimento?

E não deixe de visitar o dentista regularmente. O ideal é que as consultas aconteçam de 6 em 6 meses.

A Dr. Guilherme Pletsch que respondeu a essas perguntas, atende pela Clínica Odontologia Especializada, parceira do Cartão Redesul. Você pode agendar sua consulta e usufruir dos benefícios do seu convênio médico.

E se você ainda não tem um Cartão Redesul, conheça nossos planos e garanta o seu. Se tiver dúvidas, entre em contato conosco.


  • #implantedentário
  • #implantesdentários
  • #saudebucal
  • #implantodontia

MAIS POSTAGENS

VER TODOS OS POSTS
OK